Zema detalha como calendário escolar pode ficar com mudanças causadas pela Covid-19

Em entrevista exclusiva à rádio Super 91,7 FM, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, disse que será feita uma reformulação no ano letivo da rede estadual de ensino para adequar o calendário em função do tempo em que as aulas estão paradas. 

Segundo Zema, as férias do meio do ano serão encurtadas, e a semana da educação em outubro, quando é comemorado o Dia do Professor, não terá folgas. Além disso, as férias do fim do ano devem se resumir a dez dias entre o Natal e o Ano-Novo.

Zema disse que a educação é um dos setores mais preocupantes e criticou a ação do sindicato dos professores que conseguiu na Justiça liminar para paralisar o trabalho remoto, ou seja, aquele desempenhado em casa.

“A maioria das escolas particulares está conseguindo fazer o ensino a distância, não presencial, mas, infelizmente, na rede pública, o sindicato conseguiu uma liminar para impedir o teletrabalho. Eu gostaria de entender o porquê, do meu ponto de vista é incompreensível. As professoras já não estão dando aula, e agora eles querem que elas não façam nem o trabalho de casa, o teletrabalho”, criticou Zema.

Fonte: O Tempo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado