Kalil anuncia criação de grupo para discutir a partir de maio abertura de BH


O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), anunciou, em entrevista coletiva nesta segunda-feira, a criação de um grupo para discutir a abertura da capital mineira “no tempo certo”. Conforme Kalil, “o início do estudo (chamado por ele de ‘pós-pandemia’) deve ser por volta de 5 a 7 de maio”.

Participarão do grupo médicos e os secretários de Saúde (Jackson Machado), de Desenvolvimento Econômico (Cláudio Chaves), da Fazenda (Fuad Jorge Noman Filho), e de Planejamento (André Reis).

Conforme Reis, a abertura será “gradual”, mas ainda “sem qualquer perspectiva de data”. Um “termômetro epidemiológico” será utilizado como base para acompanhar diariamente a evolução de casos de coronavírus em Belo Horizonte. 

“Em conjunto vamos conversar com o mercado, e a gente já vai entrar em contato com várias entidades representativas de classe, para que a gente possa construir uma saída, ainda sem qualquer perspectiva de data, mas temos que estabelecer os critérios”, destaca.

Kalil também reclamou de uma pressão que considera exagerada para abertura do comércio na capital mineira. “Parece que o sucesso da antecipação (das medidas de isolamento social) obriga Belo Horizonte a ser a única capital do Brasil a abrir o comércio antes da hora no Brasil”, disse.

A coletiva foi feita após reunião entre prefeitos de Betim (Vittorio Medioli), Contagem (Alex de Freitas) e Nova Lima (Vítor Penido) para tratar das ações de enfrentamento ao coronavírus e os impactos causados pela pandemia.

O encontro foi proposto por Kalil na última semana. O objetivo era reunir os chefes do Executivo de todos os municípios da Região Metropolitana. Contudo, Vítor Penido, que também é presidente da Associação dos Municípios da Grande BH (GrandBel), disse que a maioria alegou que a data era inviável.

Fonte: Itatiaia 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado