Bombeiros anunciam retomada de buscas por desaparecidos em rompimento de barragem da Vale

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais informou, nesta segunda-feira (11), que pretende retomar as buscas pelos 11 desaparecidos no rompimento da barragem da Vale, em Brumadinho, no dia 17 de junho. Elas foram suspensas no dia 21 de março, após 421 dias de trabalho ininterruptos, por conta do avanço do coronavírus. 

A barragem B1 da Mina Córrego do Feijão se rompeu no dia 25 de janeiro de 2019, deixando 270 vítimas, entre mortos identificados e desaparecidos. 

Segundo os bombeiros “a retomada da operação está sujeita a uma série de variáveis (tais como estudos e levantamentos) e de outras ações programáticas que podem confirmar ou alterar o prazo previsto para o dia 17 de junho”. (Leia a nota na íntegra no final desta reportagem).

A Polícia Civil continua trabalhando na identificação dos fragmentos que ainda estão no Instituto de Criminalística de Belo Horizonte. Desde a paralisação das buscas, nenhuma nova vítima foi identificada. 

Cerca de 700 pessoas participavam diariamente da maior operação de buscas do Brasil, entre bombeiros, funcionários da Vale e terceirizados. O motivo da suspensão, em março, foi evitar aglomerações. 

Segundo o último balanço da Secretaria de Estado de Saúde (SES), divulgado nesta segunda-feira (11), Minas Gerais tem mais de 3,3 mil casos confirmados de coronavírus, sendo 121 mortes. Os casos suspeitos da Covid-19 ultrapassam os 100 mil. 

Nota do Corpo de Bombeiros na íntegra:

“Com a interrupção temporária das buscas na Operação Brumadinho conforme a deliberação do Comitê Extraordinário Covid-19, o CBMMG assumiu o compromisso institucional de retomar as buscas tão logo as circunstâncias permitam a continuidade das atividades com níveis adequados de segurança para a tropa e para a população de Brumadinho.

Nesse sentido, a Corporação vem desenvolvendo um planejamento para a retomada da missão, no qual foi estabelecida uma data de referência. Evidentemente, esse planejamento está sujeito às deliberações e análises do Comitê Extraordinário Covid-19, garantindo assim a segurança da retomada das atividades. 

A retomada da Operação está sujeita a uma série de variáveis (tais como estudos e levantamentos) e de outras ações programáticas que podem confirmar ou alterar o prazo previsto para o dia 17 de junho.

O CBMMG reafirma assim o seu compromisso com todas as famílias afetadas em Brumadinho, prezando igualmente pela segurança e bem-estar de todas as famílias mineiras.”

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado